INSIGHTS

Aqui você encontra um rico debate sobre assuntos ligados a gestão de risco, gestão de crise, gerenciamento de crises, crise nas redes sociais e cases de crises, no quais podemos aprender muito

| Por:

Compliance – por que é importante ter um programa estruturado dentro das questões atuais e internacionais

É importante ter consciência, antes de entrar no tema compliance, que todas as organizações e pessoas convivem com riscos o tempo todo, mas de modo geral e até inconsciente realizam o seu gerenciamento.

Mecanismos preventivos estão presentes na vida de forma natural. Para evitar chegar atrasado em uma reunião é normal colocar o despertador para determinado horário, ou então fazer a revisão do carro antes de uma longa viagem. Algumas regras existem também para manter a ordem e evitar riscos, por exemplo os limites de velocidade das vias e as cores do semáforo.

Entender que uma organização é composta de pessoas e que estas mesmas pessoas estão presentes na vida de muitas outras, seja por meio da produção de um produto, o movimento da economia, o crescimento das cidades. Um exemplo é o Eike Batista, que envolvido em uma crise econômica abalou a economia do país.

No Brasil, as operações comerciais demandam um fluxo exacerbado de informações que necessitam de um gerenciamento eficaz para que tudo flua e ocorra de acordo com as determinações legais. Porém, no país já existem acordos de leniência que requerem a implementação de Sistemas de Gestão baseados na ISSO 19600 – compliance que visam facilitar as negociações e incentivar a integridade do mercado.

A OCDE – Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico – atua no âmbito internacional e elaborou um grupo de Princípios acordados entre diversos países que tem sido base para diálogos sobre o tema em todo o mundo. Esses diálogos possibilitam a troca de experiência, a busca por soluções de problemas em comuns, identificar e incentivar boas práticas, trabalhar as políticas nacionais e internacionais.

O programa de compliance pode evitar crises

O Programa de Compliance e os seus princípios garantem a qualidade e a segurança na interpretação das leis, regulamentos e políticas; decisões e produtos coerentes com as boas práticas; melhoria no relacionamento com clientes, órgãos reguladores, colaboradores e acionistas, implantação e disseminação de padrões éticos na empresa; redução de custos, redução dos riscos de perdas; acompanhamento das correções e das deficiências.

É fundamental que a gestão de crise esteja presente em um dos princípios do compliance, já que o foco é detectar riscos de integridade e prevenir por meio de políticas, atividades e mecanismos de controle e monitoramento.

Assim, empresas que possuem e aplicam efetivamente um programa de Compliance, garantem benefícios imensuráveis como juros menores para recursos públicos, desempate em licitações e vantagens em contratações privadas. Além de ganhar credibilidade e boa reputação, provam que estão aptas a pleitear com as melhores práticas do mercado nacional e internacional, que atualmente exigem transparência e congruência com a legislação e regulamentos vigentes.

Gostaria de ler mais artigos sobre compliance? Clique aqui [link: http://www.weplanbefore.com.br/pt/insights].