INSIGHTS

Aqui você encontra um rico debate sobre assuntos ligados a gestão de risco, gestão de crise, gerenciamento de crises, crise nas redes sociais e cases de crises, no quais podemos aprender muito

| Por:

Líder ou porta-voz: quem fala na hora da crise?

Não é novidade que, diante de períodos conturbados, toda empresa precisa elaborar um planejamento dedicado a mapear os próximos passos a serem realizados. Apesar de ser difícil pensar no que fazer quando uma crise é desencadeada, é importante que a organização aja com tranquilidade e sabedoria para determinar as melhores decisões a serem tomadas.

Após verificar se o mapeamento está de acordo com a cultura da empresa, é preciso, então, avaliar o cenário para determinar quais serão os posicionamentos e as estratégias a serem seguidas. A partir disso, é essencial definir quem serão as pessoas responsáveis por pensar e também responder em nome da empresa. Tudo isso faz parte da gestão de crise e serve essencialmente para nortear as ações futuras.

O líder no gerenciamento de crise

No momento em que ocorre uma crise, é primordial que a organização defina a pessoa dedicada a pensar em boas estratégias para a tomada de decisão. Além disso, outros pontos primordiais para definir quem será este profissional é a capacidade de enfrentar reações diversas e também envolver a todos para a solução dos problemas.

Os líderes nomeados ficarão responsáveis por reunir as informações e focar no que é melhor para a organização. São eles que assumem riscos, enfrentam a realidade e, a partir dela, conseguem pensar em atitudes mais objetivas e assertivas. Quem pratica a liderança nestas ocasiões, também precisam estar preparados para as pressões de movimentos populares, ativistas, sindicatos, etc.

Em outras palavras, o líder normalmente é aquela pessoa que possui a capacidade de superar desafios e minimizar o máximo possível os impactos negativos gerados pelo momento.

O porta-voz para responder em momentos de crise

Quando surge um momento inesperado, será preciso selecionar a pessoa responsável por responder para a imprensa. Geralmente, o diretor da área envolvida é a pessoa adequada. Para a escolha desse profissional, é necessário, sobretudo, que ele conheça com profundidade a organização e entenda a cultura da empresa. A figura do presidente é preservada e usada em casos extremos.

Além disso, o escolhido para essa função terá de se preparar para estar à disposição da imprensa para entrevistas, esclarecimentos e coletivas. Essa pessoa falará em nome da empresa, seja sobre assuntos internos, dados oficiais ou, até mesmo, responder em momentos críticos. Por isso, é aconselhável que o profissional tenha habilidade em atender jornalistas, ser objetivo, didático e passar a informação de forma assertiva.

No geral, o líder e o porta-voz têm papéis fundamentais em uma crise. Em momentos conturbados, o porta-voz recolherá a informação junto ao líder e ambos ficarão responsáveis por ajustar as mensagens com a comunicação interna. O objetivo é único: sempre manter e zelar pela boa reputação da empresa.