INSIGHTS

Aqui você encontra um rico debate sobre assuntos ligados a gestão de risco, gestão de crise, gerenciamento de crises, crise nas redes sociais e cases de crises, no quais podemos aprender muito

| Por:

Plano de gestão de crise: custo ou investimento para a área de marketing?

Para muitas organizações, o marketing em muitas empresas ainda é uma área pouco valorizada. Algumas organizações acham que marketing faz eventos, outras pensam comunicados, emailmkt, anúncios, etc. Basta surgir uma crise financeira que pessoas e recursos são cortados. Visto como alto custo, o marketing é mal compreendido e suas áreas muitas vezes desconhecidas.

De acordo com Philip Kotler, marketing é uma união de desenvolvimento de produto, adequação ao melhor preço, distribuição e comunicação. Cada empresa trabalha de um jeito, dividindo da maneira que mais se adeque ao negócio.

Marketing e Gestão de Crise

Acredita-se que o papel do marketing é gerar vendas e lucro. É verdade, porém também é sua atribuição zelar pela reputação e imagem da marca, inclusive gerenciando momentos de crise. Afinal, estamos falando de Comunicação Institucional.

É fato que todas as empresas são vulneráveis, e todos possuem teto de vidro. O que não se pode predizer é quando este teto será estilhaçado, quando a vulnerabilidade virá à tona. Por isso, é fundamental que o marketing e o setor de comunicação tenham recursos para elaborar e aplicar o plano de gestão de crise da corporação.

Gerir é muito diferente de gerenciar. Quando falamos em gestão de crise, nos referimos ao trabalho de analisar os pontos fracos, listar possíveis situações que um dia poderão acontecer e com essa base, criar planos de atuação para gerenciar a crise quando ela estourar ou melhor, desenvolver soluções com o objetivo de evita-la. Requer um trabalho intenso para mapear os riscos e pensar na Plano de Prevenção para que não venha à tona.

Gerenciamento da crise

Geralmente, o que vemos acontecer em uma crise é que o marketing e a comunicação aplicam um plano emergencial para conter os danos, mas o resultado não é eficaz, pois muitas vezes tomam atitudes impulsivas.

O grande desafio da área de marketing é conseguir espaço dentro da organização para atuar em todas as suas frentes. Aqui no Brasil, um dos fatores que dificultam muito o incentivo à criação de um plano de gerenciamento de crise é a cultura de remediar em vez de prevenir, o famoso jeitinho brasileiro de resolver as coisas.

É preciso trabalhar a conscientização, tanto dos profissionais de comunicação quanto dos altos executivos, em relação à gestão de crise. Diante de qualquer instabilidade ou conflito, o que faz a diferença é a boa comunicação junto com ações planejadas e certeiras.

O marketing é a frente de batalha de qualquer empresa. É o responsável pela popularidade, pelos ganhos e pela credibilidade. É inadequado ter um custo com o marketing apenas para gerar leads e promover campanhas. Afinal em momentos de turbulência, os leads se vão e atualmente qualquer campanha pode ser questionada pelo tom de voz ou pelo mau gosto.

É importante investir em uma equipe preparada para lidar com a adversidade, que trabalha considerando todos os riscos. Desenvolver um plano de gestão de crise é investir no futuro da empresa.

Na WPB oferecemos avaliação de riscos, elaboração de planos de prevenção e contenção e plano de gestão e gerenciamento de crise.

Conheça nossos serviços clicando aqui, estamos à disposição da sua empresa!