INSIGHTS

Aqui você encontra um rico debate sobre assuntos ligados a gestão e gerenciamento de crises.

| Por:

Qual a conexão entre Gestão de Riscos e Gestão de Crises?

Não faz sentido tratar risco e crise de forma separada, pois a sinergia entre ambos é muito grande e qualquer sobreposição significa diretamente esforço e dinheiro desperdiçados. Costumamos dizer que o risco que tende a se transformar em um gatilho de crise é aquele de baixíssima probabilidade (improvável) e de elevadíssimo impacto. A resposta mais comum para tratar esses riscos é investir em um plano, pois, muitas vezes, a improbabilidade não justifica o investimento no plano de mitigação. Quer saber mais sobre isso? Leia o post de hoje!

| Por:

WannaCry: lições aprendidas sobre o ransomware que parou o mundo

A solução para uma crise de alta complexidade e impactos astronômicos nem sempre demanda recursos caros e sofisticados. Essa é uma das lições aprendidas com o ataque cibernético ocorrido na última sexta-feira (12), que causou impactos substanciais em 99 países ao redor do mundo e atingiu cerca de 200 mil computadores. Entenda o que aconteceu e o que podemos aprender com o WannaCry Ransomware.

| Por:

A importância da gestão de crises para o sucesso do seu negócio

Pessoas envolvidas em uma situação de crise sempre se sentirão emocionalmente abaladas, e a tendência natural nesta condição é produzir uma resposta despreparada. Somente esta constatação simples já é suficiente para nos convencer da necessidade de elaborar um plano de gestão de crise. No ambiente de risco que qualquer indústria está inserida e nos mercados competitivos que estamos atuando não existe espaço para improviso.

| Por:

O que podemos aprender sobre crises com o acidente de Chernobyl

O acidente na usina nuclear de Chernobyl, na Ucrânia, então território soviético, completa seu 31º aniversário hoje, em 26 de abril. O desastre tomou proporções mundiais e nunca foi levantado o número certo de vítimas, visto que o problema da radiação afetou as gerações seguintes. Com destaque na imprensa e marcado ainda pelo contexto político da época, esse, que é considerado o maior desastre nuclear da história, é um grande exemplo da importância da gestão e do gerenciamento de crises.

| Por:

Redes sociais podem ser grandes aliadas em momentos de crise

Um produto com defeito, um atraso na entrega, uma cobrança indevida, uma falha de atendimento, um erro de português... qualquer pequeno deslize pode gerar um grande descontentamento para quem consome um produto ou serviço. Com a facilidade de propagação da informação pela internet, basta a insatisfação afetar uma única pessoa: ela usará uma rede social como forma de exigir seus direitos, contará sua história e atrairá pessoas que tiveram o mesmo problema. Juntos, eles podem ser os responsáveis pela próxima crise da sua empresa.

| Por:

O papel da mídia em meio a uma crise

A mídia se encarrega de uma função: contribuir, por meio da informação, para que atitudes sejam tomadas em um cenário de crise. Como a busca pela informação é prioridade nos meios de comunicação, a cada hipótese levantada, os jornalistas responsáveis irão apurar e cruzar informações, inclusive com os comunicados oficiais emitidos pela companhia afetada. A mídia, nesse caso, expõe fatos e opiniões e é responsável por manter um debate até o seu desfecho.